Teatro Nathalia Timberg será inaugurado dia 22 de janeiro de 2016 na Barra da Tijuca, Rio

Wolf Maya idealizou e construiu um teatro e presta uma grande

homenagem à atriz,amiga e parceira Nathalia Timberg.

Wolf e Nathalia: amigos de longa data, os dois inauguram o palco com '33 Variações' (Foto: Reprodução)

Wolf e Nathalia: amigos de longa data, os dois inauguram o palco com ’33 Variações’ (Foto: Reprodução)

Inspirado em uma arquitetura cosmopolita e atendendo às necessidades que caracterizam um espaço ideal para criação artística e formação de atores, Wolf Maya inaugura em janeiro de 2016, na barra da Tijuca, o TEATRO NATHALIA TIMBERG, idealizado e construído por ele que dedica esse nome em homenagem à atriz amiga e parceira de muitos anos.

Construído com recursos próprios por um artista profissional em artes cênicas, sem patrocínio de nenhuma instituição governamental, sem representação de empresas ou fundação, o novo espaço confirma a Barra da Tijuca como um polo cultural de qualidade na cidade do Rio de Janeiro.

Situado no parque esquerdo do Centro Comercial FREEWAY, o TEATRO NATHALIA TIMBERG foi projetado pela arquiteta Tereza Younes, ela já havia projetado e construído com Wolf, o Teatro Nair Bello no Shopping Frei Caneca, em São Paulo. A execução do projeto foi feita por uma equipe renomada e experiente que agrega conceitos inovadores de espaço com acústica perfeita, possibilidades cenográficas ilimitadas e equipamento técnico de última geração.

Linhas retas, materiais puros, uma arquitetura limpa e direta que impressionam pela força e elegância se mostram próximas nesse teatro, pois são funcionais e atendem a todas as necessidades de um teatro.

Planejado para atender a todas as possibilidades imaginadas em criações artísticas e em qualquer atividade cênica, áudio visual ou eventos de todas as formas, uma faixa de concreto, um paredão de vidro inclinado no limite estrutural permitido, remete ao esforço do ator em romper sua identidade trivial e dar vida a imaginação e criação artística.

O palco diferenciado em formato “stadium” garantirá à plateia confortável visibilidade e perfeita acústica em todos os 400 lugares da sala principal. O espaço conta com uma segunda sala: Sala Nathalinha com capacidade para abrigar confortavelmente, 100 pessoas. O Teatro ainda possui uma sala de espelhos para dança, um mezanino com cabines de operação, um fosso de 200m sob o palco, 4 camarins completos.

A proximidade e interligação com a escola de atores WolfMaya foram propositais. É a essência original do projeto: proporcionar que os alunos também vivenciem e utilizem o teatro como treinamento e exercício da profissão durante o tempo que permanecerem na escola. Esse convívio artístico num espaço de treinamento é fundamental em uma escola de atores em nossos dias. Aliando tecnologia, espaço para dança, voz, teatro, televisão ou qualquer produção artística a ser criada ali.

A INAUGURAÇÃO33 Variações-tile

Nathalia e Wolf sobem ao palco juntos para inaugurar o Teatro com a peça “33 VARIAÇÕES” de Moises Kaufmann. Wolf também assina a direção deste musical erudito, tema de Anton Diabelli, que transformou-se numa das mais belas obras para piano solo do mundo.

“É um novo formato de Musical Erudito com apenas uma pianista realizando toda a obra. Nada menos que Clara Sverner ao piano – a grande pianista brasileira.”

Com apoio cultural ITAÚ Cultural e da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, a peça estreia dia 22 de janeiro, 21h30 e cumpre temporada até dia 17 de abril. As sessões acontecem às sextas-feiras e sábados, 21h30 e aos domingos, 19h.

O musical conta a história de um compositor medíocre do século XIX que escreveu uma valsa e a entregou para ser desenvolvida por alguns dos compositores importantes de sua época com intuito de publicá-la. O único que não aceitou o convite foi Beethoven. Não se entende por que subitamente ele acabou exigindo que ninguém mais trabalhasse na valsa. Ele próprio o faria.

No desenrolar de peça – a partir da pesquisa de uma musicóloga vivida por Nathalia Timberg – vamos entender o que levou Beethoven a transformar uma valsa banal em algo tão genial.

Sucesso há 8 anos em Nova York, a montagem marcou a despedida de Jane Fonda dos palcos da Broadway .

Wolf Maya interpreta Ludwig Van Beethoven e divide o palco com Tadeu Aguiar, Lu Grimaldi, Flavia Pucci, Gil Coelho, Gustavo Engracia e mais 10 atores estudantes de arte dramática que se revezam em pequenos papéis.

“Ficamos encantados com a ideia de contar hoje como Beethoven transformou, há duzentos anos, a valsa do obscuro compositor austríaco Anton Diabelli no que viria ser considerada a síntese de sua obra e uma das mais notáveis peças para piano da música clássica – 33 Variações em sol maior, opus 120.

Ela se distingue pela proeza de seu autor, já surdo àquela altura da vida, trabalhava com apenas um punhado de notas e construiu uma obra com tamanha inspiração e diversidade que transformou o que já se tinha feito sob o formato de variações em todo o mundo.

Eu comprei os direitos da peca, a Nathalia traduziu e estreamos dia 15 de Janeiro. “O TEATRO NATHALIA TIMBERG está preparado para realizar produções culturais significativas na cidade do Rio de Janeiro.” Wolf Maya

“Este teatro é, além de tudo, um sonho pessoal, um presente para a cidade do Rio de Janeiro. A arte e a cultura sob todas as suas formas devem ser produzi. A arte e a cultura, sob todas as suas formas, devem ser produzidas e estimuladas em uma sociedade moderna. Este é o legado que um corajoso suicida criador pode deixar às novas gerações.” Wolf Maya


 

SERVIÇO – 33 Variações

Local: Teatro Nathalia Timberg

Endereço: Avenida das Américas, 2000 – Freeway – Barra da Tijuca

Telefone: 3388 5864

Estreia: 22 de janeiro

Gênero: Musical Erudito

Temporada: De 22 de janeiro até 17 de abril

Horários: Sextas e Sábados, 21h30 – Domingos, 19h

Duração: 120 min.

Classificação: 14 anos

Preço: R$ 100,00 (Plateia) – R$ 60,00 (Balcão)

Capacidade: 400 lugares


 

FICHA TÉCNICA

Texto: Moyses Kaufman

Tradução: Nathalia Timberg

Concepção e direção: Wolf Maya

Elenco: Nathalia Timberg, Wolf Maya,Tadeu Aguiar, Lu Grimaldi, Flávia Pucci, Gil Coelho e Gustavo Engracia

Pianista Convidada: Clara Sverner

Pianista: Silas Barbosa

Iluminação: Aurelio De Simoni

Figurinos: Tatiana Rodrigues

Visagismo: Marcelo Dias

Direção de produção: José Luiz Coutinho

Fotos: Guga Melgar

Assessoria de imprensa: Minas de Ideias

Assistente de figurinos: Karina Cuellar

Contrarregra: Lenilson Souza

Costureiras: Maria Marli Aragão e Rosângela Santos

Alfaiates: Walmir Ferreira e Alex Leal

Deixe uma resposta