Teatro do Leblon continuará de portas abertas

O anúncio do fechamento do Teatro Leblon foi um choque para a classe artística carioca. A possibilidade divulgada no inicio do mês de junho pela Veja Rio causou alvoroço. Mas segundo a jornalista Renata Magalhães boas noticias chegaram: duas produções tomaram a iniciativa de ocupar as salas para manter o complexo aberto por pelo menos mais um mês. Sucessos de público e crítica, as peças Selfie, com Mateus Solano e Miguel Thiré, e O Escândalo Philippe Dussaert, monólogo estrelado por Marcos Caruso, dividirão uma temporada de quatro semanas. “Queremos que a nossa atitude sirva de exemplo para que outras produções percebam que é necessário tomarmos alguma medida neste momento que a cultura carioca está agonizando”, afirma Carlos Grun, produtor de ambos os espetáculos.

Sala Marília Pêra no Teatro do Leblon (Foto: AG News/ Reprodução)

A suspensão da programação, anunciada pelo proprietário do teatro, Wilson Rodriguez, não tinha como objetivo vende-lo. “Sou um grande amante de teatro e nunca quis fechar ou vender o imóvel. As matérias sobre uma possível venda para a Igreja Universal do Reino de Deus não passaram de especulações. Só preciso de peças com bom poder comercial que me ajudem a sustentar as salas abertas”, explica, referindo-se a gastos como uma taxa de 30 mil por mês de condomínio. Segundo a empresa Engebanc, as duas salas, que somam 1000 metros quadrados, são avaliadas entre 12 e 15 milhões de reais – cada uma. “Quem iria comprar um teatro neste valor?”, questiona Rodriguez.

Portanto, a programação segue normalmente no Teatro do Leblon. Vamos ao teatro e não deixemos mais este espaço cultural carioca fechar as portas!

Veja a programação do teatro aqui!

Com informações da Veja Rio

Deixe uma resposta