Roberto Carlos surpreende em entrevista no navio

Estar ao lado de Roberto Carlos é o sonho de muitos fãs. E isto se torna realidade, todos os anos, durante o cruzeiro Emoções em Alto Mar. O rei da música brasileira, que chama o navio de “casa”, vai ao cassino, aos restaurantes e não é difícil encontrá-lo pelos corredores. Se não for ele, será um sósia pelo menos, o que já faz a alegria da mulherada que costuma ficar eufórica na presença do cantor.

Roberto Carlos é recebido pela imprensa e mais de mil fãs na entrevista coletiva (Foto: Fábio Barbosa)

Roberto Carlos é recebido pela imprensa e mais de mil fãs na entrevista coletiva (Foto: Fábio Barbosa)

Na tradicional entrevista coletiva realizada quinta-feira (05/02) no MSC Preziosa, que estava ancorado em Búzios, além da imprensa, a plateia estava lotada por fãs ansiosos para ver e ouvir o cantor. Roberto chegou no teatro ao lado do empresário e amigo Dody Sirena e foi recebido por aplausos. A pergunta que abriu a coletiva foi feita pelo editor da Folha Zona Sul, Fabricio Azevedo. O assunto foi a possibilidade do cantor, que já homenageou várias minorias como as mulheres gordinhas e os taxistas, compor uma música para o público gay que também é fã dele. Bem humorado o rei respondeu: “Não tenho nada contra. Não tenho preconceito algum com os gays, muito pelo contrário, sou a favor da felicidade, incluindo o casamento gay. É possível que no futuro eu faça uma canção falando desse tema”.

Assista o vídeo da pergunta do jornalista Fabricio Azevedo, da Folha Zona Sul:

Outros temas também foram abordados pelos jornalistas, entre eles, a polêmica repercussão das cenas do filme sobre Tim Maia, de Mauro Lima, que mostra uma suposta relação “nada amigável” entre os dois cantores. “Nunca briguei com o Tim Maia. Em primeiro lugar, quando fizemos o grupo (Os Sputniks), eu, Erasmo e Tim tínhamos o objetivo de fazer carreira solo. Quando eu sai do grupo não teve nenhuma reação. Tínhamos uma relação distante, éramos de turmas diferentes, mas essas situações jamais existiram. Isso é uma mentira”, desabafou Roberto que recebeu o carinho dos fãs presentes.

Sobre o disco com músicas inéditas que ele está trabalhando há anos Roberto anunciou que pode sair ainda em 2015. “Dizem que sou chato e pentelho. Eu não entrego um disco nunca! Tem uma hora que não me deixam mais trabalhar nele por causa de prazo. Aí eu abandono”, brincou o cantor que ainda revelou ser perfeccionista e ter influência musical de Frank Sinatra e Tom Jobim. Consagrado em mais de 50 anos de carreira, o rei contou que também ouve as novas gerações da música brasileira: “Eu escuto de tudo. Ligo o rádio no carro, ouço e aprendo muito. É importante estar aprendendo sempre. Aprendo com os jovens também, é importante ouvir”. O cantor, que não costumar falar sobre política, disse que tem esperanças de dias melhores para o país: “Eu acredito num Brasil que não tenha esse problema de corrupção. Tem de se chegar à verdade e acabar com a impunidade”.

O rei agita o público do show cantando o sucesso "Esse Cara sou Eu" (Foto: Fábio Barbosa)

O rei agita o público do show cantando o sucesso “Esse Cara sou Eu” (Foto: Fábio Barbosa)

Roberto Carlos mostra a cada ano seu poder de se reinventar. É um artista amado pelo público e querido pela imprensa. Seu cruzeiro é cheio de energia que contagia o público, além do show que faz 1.600 pessoas cantarem como um coral todas as noites. Todos estão felizes, assim como o Rei que está pertinho dos súditos para dias inesquecíveis em alto mar.

Roberto Carlos conta histórias de sua vida no palco entre uma música e outra (Foto: Fábio Barbosa)

Roberto Carlos conta histórias de sua vida no palco entre uma música e outra (Foto: Fábio Barbosa)

Luxo em alto mar

O cruzeiro Emoções em Alto Mar foi realizado no MSC Preziosa, um dos navios mais luxuosos do mundo. Com capacidade para 4.345 hospedes, são 1.751 cabines, 69 suítes para MSC Yancht Club, 1.162 cabines externa com varanda, 115 externas e 405 internas. O navio se destaca pela arquitetura e inovações, como dois restaurantes com menu e especiarias da região do mediterrâneo.

Para a diversão na cobertura existe o Vertigo, o maior tobogã do mundo em um transatlântico, que sai da área do navio passando por cima do mar. É uma aventura de tirar o folego! E para quem gosta de piscina, a Infinity Poll, é impressionante com a borda infinita na popa do navio.

Ao todo são 27 mil metros quadrados de áreas comum, com decoração assinada pelo escritório de designer De Jorio International. Um luxo só!

Deixe uma resposta

1 comentário

  1. Ione de Cico

    Foi meu primeiro Cruzeiro, sonho realizado. Só ficou a vontade de tirar uma foto com o Rei no camarim, sonho difícil de realizar.