O primeiro livro de Vivi Maurey

A autora Vivi Maurey (Foto: Arquivo Pessoal)

A autora Vivi Maurey (Foto: Arquivo Pessoal)

No sábado (08/04), às 16h30, acontece na Saraiva do Shopping Rio Sul, o lançamento do livro #Fui, da jornalista Viviane Maurey. Narrado em primeira pessoa e com muito bom humor, a publicação com selo da Globo Alt, fala sobre escolhas, sonhos, relacionamentos e, sobretudo, uma jornada de amadurecimento.

A protagonista Lully, supernerd, de cabelos coloridos e bem-humorada, que, depois de realizar o sonho de fazer uma viagem de intercâmbio, se vê em uma encruzilhada e precisa decidir entre três caminhos diferentes. Essa jornada, cheia de obstáculos e momentos cômicos, leva a personagem a descobrir mais sobre si mesma. E tudo que antes na vida dela era dado como certo é colocado em perspectiva e a Lully percebe que está longe, mas muito longe de saber o que ela realmente quer da vida.

A autora é minha amiga!

Tenho a honra de ter estudado com a autora e conheço bem sua dedicação e entusiasmo com os livros. Nas aulas da faculdade sua criatividade sempre foi marcante, era impossível não prestar atenção na futura jornalista, com cabelos vermelhos e muitas ideias na cabeça! Vivi, para nós, é um ser humano dos melhores, de alma e coração. Só tenho orgulho da trajetória profissional que ela trilhou e mais ainda, neste momento, onde um sonho se realiza. Yaaaaay (como ela diz)! Você conseguiu e tenho certeza, será sucesso! Vou ler cada página!

Trecho do livro

Capa do Livro #Fui (Foto: Divulgação)

Capa do Livro #Fui (Foto: Divulgação)

“Ninguém controla a vida. A gente não controla nem as nossas escolhas. É tudo ilusão. Você pode achar que tem tudo arquitetado, mas, quando menos espera, a vida te dá um pescotapa pra te lembrar quem é que manda. Aconteceu comigo, vai acontecer com você. Você vai se ver diante de uma  encruzilhada de três caminhos, Hécate e caralho a quatro, porque tudo na vida é regra de três, e vai ter que tomar uma única decisão, mesmo que tenha que matar os outros dois destinos… com as próprias mãos. Essa decisão vai te tornar um assassino, querendo você ou não.”

Deixe uma resposta