A Força do Querer promete ser um novelão

carimbo

Rita (Isis Valderde) e Zeca (Marcos Pigossi) dançam carimbó na fictícia Parazinho (Foto: Renan Castelo Branco/Globo)

A nova novela das nove da Rede Globo, ‘A Força do Querer’, estreia nesta segunda-feira (03/04). A trama com cenas gravadas em Belém (PA) e Manaus (AM) promete envolver o público com suas histórias e personagens. A autora, Glória Perez, tem postado nas redes sociais pequenos textos falando dos temas que serão abordados, alguns polêmicos como identidade de gênero, transexualidade e o vício em jogos.

joyce-ivana

Joyce (Maria Fernanda Cândido) obriga a filha Ivana (Carol Duarte) a usar vestido (Foto: TV Globo)

A escritora repete assim sua ousadia em trazer para os holofotes temáticas sociais atuais e que geram grande repercussão. Foi assim em Barriga de Aluguel (1990), Explode Coração (1995), O Clone (2001), América (2005), Salve Jorge (2012) e tantas outras novelas. E pelas primeira cenas, divulgadas no perfil da Globo no Youtube, será um novelão!

279489

Bibi (Juliana Paes) trocará Caio (Rodrigo Lombardi) por Rubinho (Emilio Dantas) (Foto: TV Globo)

O Pará será o grande cenário da novela, na fictícia “Parazinho”. A vila do interior da Amazônia juntará os personagens nas tracionais pontes áreas da Gloria. Para as cenas, gravadas desde o ano passado, foram escolhidos ícones do estado, como o Mercado Ver-o-Peso. Por lá entre uma dança de carimbó e outra os protagonistas se encontram e iniciam uma saga emocionante, com doses de humor, em clima de superprodução.

Dan Stulbach

Dan Stulbach será Eugenio, pai de Ruy, interpretado por Fiuk (Foto: Estevam Avellar/ Globo)

Texto da Novela

As histórias desses personagens se cruzam quando a saga de cada um os leva ao limite e os faz ultrapassar horizontes, desafiar as próprias barreiras e vencer conflitos internos. A força do querer de um afeta a força do querer do outro, e pode determinar os rumos inesperados desta história. Com estreia prevista para abril, ‘A Força do Querer’ é uma novela de Glória Perez, com direção artística de Rogério Gomes.

 

Deixe uma resposta